A maioria das pessoas costuma se preocupar mais em conhecer o exterior do que explorar seus próprios países ou continente, afinal, a grama do vizinho é sempre mais verde. Mas poucos sabem que a América Latina é uma ótima opção para conhecer um pouco de tudo, inclusive lugares surreais, daqueles que deixam todo mundo de queixo caído.

A natureza é a grande responsável por deixar os seres humanos assim, bobos com sua tamanha beleza. Destinos exóticos costumam ter o acesso um tanto difícil, mas todos os esforços valem a pena para desbravar os recursos naturais que a mãe Terra nos dá de presente e gratuitamente.

Entre parques, cachoeiras, desertos, oásis, geleiras, cavernas e cânions, dá para encontrar lugares deslumbrantes que, por sorte, não sofreram tanta intervenção do homem, e muitos deles ficam no Brasil.

1. Lençóis Maranhenses, Maranhão

Um dos lugares mais famosos mundo afora, Lençóis continua impressionando. O ponto mais conhecido e entre os mais incríveis é a Lagoa da Gaivota, em Santo Amaro. A areia fina e leve passa por alterações por conta dos ventos fortes, alterando a paisagem, que fica em constante mudança.

Santo Amaro

2. Salar de Uyuni, Bolívia

O maior deserto de sal do mundo está bem aqui, do ladinho do Brasil. O salar boliviano é bastante fotogênico, pois quando o tempo está bom, o céu acaba refletindo no chão, dando a impressão de que se está “no meio do nada”, num infinito onde não sabe onde começa o céu e onde começa a superfície.

Salar

3. Deserto Ica, Peru

Um oásis é formado em meio às dunas de Huacachina, a 310 km de Lima. O vale fértil é conhecido por dar origem ao Pisco, famosa iguaria peruana, além de ter bastante infraestrutura para os turistas. Dá para passar uns dias por lá, andar de buggy e praticar sandboard.

Ica2

4. Monte Roraima, Roraima

Bem na fronteira do Brasil com a Venezuela e a Guiana, o Monte Roraima fica em Uiramutã, extremo norte do país. Este é não só um dos lugares mais antigos do planeta, formado há cerca de 2 bilhões de anos, como também um destino turístico impressionante para aventureiros. São 2.700 metros de altitude e 15 km de comprimento, rodeado por vales, rochas, rios e cachoeiras de tirar o fôlego. Uma sequência de piscinas naturais chamadas Jacuzzis, com cristais no fundo, é um dos trechos mais bonitos do local.

monte-roraima

5. Glaciar Perito Moreno/El Calafate, Argentina

Com um cenário deslumbrante, a geleira de Perito Moreno, próximo a cidade de El Calafate, tem 250 km2 de superfície e 30 km de extensão, sendo a maior reserva de água doce do mundo. O acesso até o local é uma aventura e tanto, recheada de paisagens inesquecíveis da Patagônia Argentina.

Perito Moreno

6. Wiñay Wayna, Peru

Embora Machu Picchu seja a menina dos olhos em Peru, há muito mais a se explorar nesta região. Wiñay Wayna fica na trilha inca que leva até o local e costuma ser usada como acampamento. O local é também um ponto para se observar ruínas incas, de onde se observa o rio Urubamba.

peru-winay-wayna-inca-trail-2

7. Cavernas de Mármore, Chile

No meio do lago General Carrera está a Capilla de Mármol, capela de mármore que mescla as cores azul e cinza, formando um belo cenário junto com a água turquesa. A formação rochosa inclui túneis, pulares e caves de carbonato de cálcio formada pela ação de ondas nos últimos 6 mil anos, durante a era glacial da Patagônia Chilena.

capilla15

8. Praia de Morro Branco em Beberibe, Ceará

A areia de várias colorações da Praia de Morro Branco é utilizada para silicografia, arte feita dentro de garrafas, e serve de cenário para fotos impressionantes. As falésias vermelhas, cheias de labirintos, também já apareceu na TV muitas vezes, como na novela “Final Feliz” e no programa “No Limite”. Do topo do morro, um pôr-do-sol maravilhoso. Vale a pena esticar o passeio até a tranquila Lagoa do Uruaú.

morro branco

8. Delta do Parnaíba, Piauí

Em meio a Chapada das Mangabeiras, a 365 km de Teresina, está o Delta do Paraíba, o único das Américas que deságua em mar aberto. A região cria 73 ilhas em 2.700 km², espalhando iguapés, manguezais, restingas e praias que só o Nordeste brasileiro tem. Além da vegetação rasteira, a fauna também ganha destaque com a presença de jacarés do papo amarelo, caranguejos-uçá, garças e macacos-prego.

Delta do Parnaíba2

 

9. Gruta da Pratinha na Chapada da Diamantina, Bahia

A Chapada da Diamantina tem tantas belezas, que é difícil selecionar uma para a lista. Um dos lugares mais incríveis é a Gruta da Pratinha, com suas águas intensamente azuis e transparentes, que fica dentro da Fazenda Pratinha. Outro ponto alto do passeio é a Gruta Azul, um lago translúcido onde não se pode mergulhar por conta da profundidade, que chega a 70 metros. O local fica ainda mais bonito entre 14h e 15h, quando o sol entra por meio de uma abertura na rocha.

Gruta-da-Pratinha

10. Cânion de Xingó – Sergipe

Em Canindé do São Francisco, cidadezinha simpática, o grande atrativo é o cânion do Complexo Turístico de Xingó, entre Sergipe, Alagoas e Bahia. Formado por um vale de 170 metros de profundidade, o cânion tem 65 km de extensão, onde os turistas percorrem de barco entre as rochas de granito avermelhado e cinza. A paisagem rústica do passeio chega até a Gruta do Talhado, um dos lugares mais belos da região.

Xingó

11. Gêiseres del Tatio, Chile

No Deserto do Atacama há muitas atrações, mas uma das mais instigantes são os Gêiseres del Tatio. Junto da gruta El Lazzi, o campo geotérmico fica em meio ao Vale de la Luna, tendo sua melhor forma antes do sol nascer. O vapor e os jatos d’água são fonte de uma nascente termal, que tem ponto de ebulição a 80ºC e pode ser visitada pelo público.

Geysers-Tatio-Calama

12. Bonito, Mato Grosso do Sul

O nome já diz tudo: Bonito está cercado de belezas. Uma delas é a deslumbrante Gruta Azul, a 20 km da cidade, descoberta por um índio em 1924. Esperto foi ele, que desbravou o lago intensamente azul, que tem 90 metros de profundidade. Já o Rio Sucuri, no mesmo território, também impressiona pelas águas azuis e cristalinas, que chamam para um mergulho.

gruta-do-lago-azul

13. Jalapão, Tocantins

O Tocantins também tem suas belezas que precisam ser divulgadas mundo afora. O Parque Estadual do Jalapão tem inúmeras atrações, como as belas dunas avermelhadas, que tem um rio em suas margens, a cachoeira da Formiga e o Fervedouro, lago de visual cinematográfico.

Jalapao1

14.  Laguna Verde, Bolívia

Uma lagoa de água salgada intensamente verde junto à montanhas forma a exuberante paisagem da Reserva Nacional Eduardo Abaroa. A região remota fica logo ao lado da Laguna Blanca e é parte do Deserto do Atacama, no Chile, porém está em território boliviano.

Laguna_Verde_Bolivia

15. Caños Cristales, Colômbia

Formado por várias cores, o rio Caños Cristales é um dos destinos mais cobiçados na serra de La Macarena, Colômbia. As cinco cores que completam o rio “mais bonito do mundo” surgem por conta da presença de algas e e plantas aquáticas em diferentes tonalidades. A água cristalina ajuda na hora de visualizar o colorido. O local é aberto para visitação entre junho e dezembro.

cano-cristales

16. Vulcão Quilotoa, Equador

Como pode um vulcão ter água em sua superfície? Isso acontece no inativo Quilotoa, em Quito, que deixou de entrar em erupção para abrigar um lindo lago azul de 250 metros de profundidade no alto de seus 3.880 metros. A cor da água varia de acordo com a luz solar, e fica esverdeado devido o acúmulo de minerais. Saiba mais sobre ele aqui.

17. Gruta de Ubajara, Ceará

O Ceará realmente impressiona com suas paisagens escondidas. No município de Ubajara o destaque é a caverna homônima, formada por rochas calcárias. O acesso ao local é feito por meio de teleférico, que desce mais de 500 metros até a entrada, onde então se encontram galerias e salas com formações de estalactites e estalagmites, como a Pedra do Sino e a Sala das Sete Maravilhas.

Sala das Rosas na Gruta de Ubajara no Parque Nacional de Ubajara

18. Vale da Lua na Chapada dos Veadeiros, Goiás

Repleta de belezas naturais, a Chapadas dos Veadeiros, em Alto Paraíso, é ideal para quem gosta de aventuras. Um dos destaques é o Vale da Lua, formação rochosa que se assemelha à superfície lunar, pelo menos até onde podemos imaginar. O mais legal é que no meio das curiosas pedras se encontra uma fonte de água cristalina, ideal para nadar e ficar numa boa.

Vale da Lua

19. Abismo Anhumas, Bonito, Mato Grosso do Sul

Novamente na lista, Bonito merece mais um espaço por conta do impressionante Abismo Anhumas, que tem 72 metros de profundidade. O acesso feito por meio de descida de rapel leva os aventureiros até uma caverna, onde se pode mergulhar e descobrir outras surpresas submersas.
AbismoAnhumas

 

20. Praia Brava, Punta del Este, Uruguai

Ondas que brilham no escuro costumam chamar a atenção de quem passa pela Praia Brava à noite. O mar brilhante é resultado do fenômeno chamado bioluminiscência, que acontece por meio das criaturas marinhas fitoplâncton phytoplankton.  A luz azul que cobre as ondas foi capturada pelo fotógrafo Remco Douma.

Uruguai

21. Rocas Baimbridgen, Galápagos, Equador

As Ilhas Galápagos têm uma beleza espetacular, mas este “olho azul” no meio do mar parece surreal. Uma lagoa central se forma em Rocas Baimbridgen, dentro de uma ilha rochosa que acaba sendo para obrigatória de flamingos. Afinal, eles não são bobos e também querem curtir o visual.

blue-lagoon-galapagos-islands-ecuador

22. Gruta da Lagoa Azul na Chapada dos Guimarães, Mato Grosso 

Um dos destinos mais visitados por aventureiros, a Chapada dos Guimarães tem muitos cânions, cachoeiras e cerrados. Na Gruta da Lagoa Azul, dentro da caverna Aroe Jari, não se pode nadar, mas o visual compensa, assim como o do mirante do Centro Geodésico. Além disso, a cachoeira Véu da Noiva, com 86 metros de altura, também impressiona por sua formação.

Caverna-Aroe-Jari-e-Lagoa-Azul

Conheça 10 lugares pelo mundo para quem quer relaxar e meditar.

Fonte: Quanto Custa Viajar